Integração na rede & Gestão de parques eólicos

Hoje em dia, a energia eólica já representa uma importante quota-parte nos sistemas internacionais de abastecimento de energia. Agora, mais do que nunca, temos a obrigação de enfrentar o desafio de um fornecimento de energia limpa e constante, com base em uma alta proporção de energia eólica. Nos próximos anos, a energia eólica cobrirá uma parte crescente das necessidades energéticas a nível mundial. Uma das condições prévias para isso dependerá, sobretudo, da capacidade da tecnologia eólica para se integrar nas estruturas de rede existentes. Para isso, é necessária uma tecnologia inteligente e flexível que cumpra com os requisitos dos operadores de rede no que diz respeito aos aerogeradores e aos parques com as mesmas características de uma central elétrica. No âmbito da nova versão da EEG (Lei Alemã das Energias Renováveis), isto foi reconhecido e foram criadas as condições legais e os incentivos necessários. A Wobben/ENERCON aceitou este desafio. Em colaboração com operadores de rede alemães e internacionais, foram desenvolvidas soluções eficazes para cumprir as atuais condições de ligação à rede para aerogeradores e parques eólicos, disponibilizando os serviços desejados e prescritos pela lei dentro do sistema de rede. Também no futuro, a Wobben/ENERCON continuará a ser pioneira no campo da integração de aerogeradores na rede, para obter um fornecimento estável, altamente qualitativo e rentável com energia eólica.

O gerador em anel desempenha um papel primordial no âmbito do conceito de aerogeradores Wobben/ENERCON sem sistema de engrenagem. O gerador em anel Wobben/ENERCON é um gerador síncrono multipolar, que está diretamente unido ao rotor do aerogerador. A tensão e a frequência de saída do gerador variam de acordo com a velocidade do rotor e são convertidas para a rede através do sistema de alimentação da Wobben/ENERCON. Isto permite uma grande variedade de velocidades e o gerador pode ser facilmente desacoplado da rede. O sistema de ajuste do ângulo de passo das pás e a excitação elétrica permitem um controle e otimização, a todo o momento, da velocidade e produção de potência do gerador graças ao sistema de controle do aerogerador. A potência produzida pelo gerador é conduzida ao sistema de alimentação de rede Wobben/ENERCON, que consiste em um retificador, o chamado “circuito intermediário" e um sistema modular de inversores. O sistema de inversores define as características essenciais do fornecimento da rede, garantindo que a potência de saída cumpra as especificações normativas da rede. Desta forma, a tensão, frequência e potência são transformadas de acordo com os requisitos da rede. Através do transformador do aerogerador, a tensão de 400 V do inversor eleva-se a média tensão adequada à rede pública ou do parque eólico. Os aerogeradores Wobben/ENERCON dispõem de um sistema de alimentação de rede que cumpre com os mais recentes requisitos de ligação à rede, permitindo a integração fácil em todas as estruturas de transmissão e de distribuição. O sistema de alimentação da rede oferece uma grande quantidade de características de atuação para o funcionamento da rede, como, por exemplo, o controle de potência reativa e a contribuição opcional para manter a estabilidade da tensão. O comportamento dos aerogeradores Wobben/ENERCON é, em muitos aspectos, comparável ao das centrais elétricas convencionais, podendo até ir mais além. A Wobben/ENERCON é o primeiro fabricante a nível mundial a receber certificados que confirmam a equivalência das características dos seus aerogeradores. Com base neste tipo de certificados de produto e de unidade, e também de simulações validadas, de agora em diante, será possível emitir os certificados para parque eólicos requeridos pelos regulamentos da BDEW (Associação Federal Alemã para a Gestão Energética e de Água) e pela atual EEG (Lei Alemã das Energias Renováveis).